[Evento] Vagas para Cannons

Ir em baixo

[Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Anna Ament Damballa em Qua Jul 11, 2012 10:01 pm


A equipe Staff anuncia que os testes para as vagas livres de Cannons estão abertas.


TESTES PARA CANNONS



Ficha de Postagem:

Nome de seu personagem(ens):
Vaga a que está concorrendo (Cannon):
Narração:

Indicações:

Não fuja ao tema pedido. Use o melhor português que puder com atenção na pontuação e gramática.. Não use muitas cores diferentes. Se mantenha dentro do personagem. O uso de templates é livre.


Os testes deverão ser postados aqui mesmo, neste tópico, e serão estes:

Angelinne Bordeau Foster




Angelinne, antes de mais nada possuí essência Argardiana, é bonita e pode ser considerada uma Femme Fatale. Embora nunca tenha demonstrado desejo pela vida de uma Deusa, ainda sim se mostra confortável com idas e vindas ao reino de Asgard. Por muito tempo não se interessava pelos ideais de seu pai, mas a morte do mesmo a trouxe um violento choque de realidade. Sua personalidade forte e decidida transmite sua natureza divina.

Teste: O teste se baseia em mostra a personalidade de Angelinne, assim como suas habilidades. Narre um conflito entre Angelinne e um vilão que ameaça a cidade de Nova York. Não se contenha apenas na batalhe, use também as falas como uma forma de demonstrar a força de Angelinne.


Alexander Luigi Banner




Alexander é o novo garoto prodígio no que se define como ciência. Dono de uma gigantesca capacidade mental é o mais novo dos New Avengers. Tem personalidade tímida e retraída, é calmo e tranquilo. Dentro do grupo ele compete, intelectualmente, com Gabriel, costumam ter discussões exatamente por terem personalidades tão completamente opostas. Suas habilidades se manifestam assim como as de seu pai, porém o jovem possuí alta consciência de seus poderes podendo controlar a transformação assim como desejar. A capacidade mental também o proporciona maior controle de seus atos quando transformado em Hulk, o que o torna uma arma de alta destruição.

Teste: Alexander é o mais inexperiente, em termos de batalha, entre todos seus companheiros e isso se traduz na forma em que ele se comporta diante de um conflito físico. Por mais que acabe sempre apanhando até que pegue o ritmo de suas batalhas, ele se mostra consciente e um ótimo observador. Ele aprende o estilo de luta de seus adversários e com isso prepara eficientes contra-ataques. Tendo isso em mente, poste uma batalha onde a clareza de pensamentos durante o estado de Hulk ajudam Alexander a descobrir as fraquezas de seu inimigo durante a batalha e sair vencedor no final. O adversário deve ser alguém em igualdade de poder com Alexander.


Loki Odinson




Loki é insano, insubordinado e acredita que todos o devem respeito e temor. Não aceitar ordens de ninguém é uma de suas filosofias. Em sua mente conturbada e ensandecida, ele vê o mundo de uma forma diferente do que qualquer outro. Ele apenas vê o que deseja, ouve o que deseja e faz o que deseja. Seus ideais rodeiam o uso de vingança e tirania para conseguir o que deseja. Para ele todos são inferiores, e por tanto, devem se curvar diante de sua superioridade divina. Sua visão deturpada da realidade o torna completamente contraditório. A única certeza que se tem sobre a personalidade psicótica de Loki é seu eterno ódio aos Avengers e toda sua linhagem sanguínea.

Teste: Loki é um dos personagens mais psicologicamente complexos, narcisista, insano, amargurado, machucado e rancoroso. Então para o teste narre uma passagem de Loki pelo planeta Terra e seus pensamentos sobre os humanos e a atual situação de seu ódio delirante pelos New Avengers.


Felix Williams O'Connor




Felix possuí o temperamento muito parecido com o do Hulk original. Bruto, incessante e imparável. Uma de suas caracteristicas mais singulares é seu "Modo Caos" onde sua força é aumentada, assim como seu tamanho e resistência, sua pele se torna vermelha e seus olhos negros, e ele se transforma em uma maquina de destruição. Outra característica marcante é sua relação com Henry, onde Felix o considera como seu melhor amigo e Henry não o enxerga como mais do que uma arma, um guarda-costas talvez.

Teste: Narre como, de alguma forma, você deteve um ataque de Agentes Shield (Agentes sem poderes, portando apenas as armas padrão Shield.) contra a base principal da SNAKE antes que Henry fosse ferido. É impressídivel o uso do "Modo Caos"



Isabelle Blanc Chevalier




Isabelle é o que podemos chamar de uma nova Vampira. Seu poder é raro, ninguém nunca viu igual. A garota consegue criar laços facilmente, e sabe o que quer, e o que ela gosta. Seu humor não é dos melhores, mas sempre se esforça para dar um sorriso, seja sarcástico ou não. Sua luta é inigualável, já que ela roubou os dons de Felix.

Teste: Narre como, de alguma forma, você encontrou Felix, e de algum modo, o encontro não fosse bom e resultasse em uma briga devastadora. Nessa luta, Felix tem novas técnicas que você nunca viu e logo, você está em desvantagem. Impeça-o de matá-la.


Prazo de postagem

30/12/2012


Testes postados após a data de finalização serão ignorados.








Última edição por Anna Ament Damballa em Ter Jul 24, 2012 3:37 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Anna Ament Damballa


Mensagens : 20
Data de inscrição : 14/02/2012

Ficha de Personagem
Poderes:
Level: 793
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por David Blackwood em Sex Nov 16, 2012 1:44 pm

Ficha de Postagem:

Nome de seu personagem(ens):Alexander Luigi Banner
Vaga a que está concorrendo (Cannon):Hulk
Narração:

Estava eu caminhando pelas ruas de Nova york,indo em direção ao meu laboratorio. eu era um novo cientista prodígio, as vezes saia em jornais e tudo. também era o mas novo membro inexperiente do time dos New Avenges. estava caminhando normal pela cidade pois gostava de sempre que possível tomar um ar fresco, estava com meu casaco e minhas roupas normais, até que que alguém coloca uma faca por trás de minhas costas e anuncia um assalto contra a minha pessoa. eu sinceramente não estava preocupado comigo mas sim preocupado com ele, pois as vezes tinha medo de sair fora de controle de min mesmo. então eu tiro meu casaco rapidamente dando a ele mas quando ele pega e vai correr eu coloco o meu pé para ele tropeçar de proposito e o mesmo acaba caindo de cara no chão,aproveito sua queda e começo a socar ele até deixa o iconciente,poderia notar a minha raiva em meus olhos então decido parar de bater no pobre ladrão. logo apos isso pego meu casaco e o coloco no seu devido lugar novamente e vou embora para meu laboratorio,mas antes de ir a caminho dele paro em uma loja de frutas e compro uma maça apos isso recebo um chamado urgente dos New Avengers e corro para la para ver que situação era aquela ao chegar la não era nada de mas era só falso alarme. como sempre oque me deixava irritado mas ainda era ser chamado sem ter risco algum.


Indicações:

Não fuja ao tema pedido. Use o melhor português que puder com atenção na pontuação e gramática.. Não use muitas cores diferentes. Se mantenha dentro do personagem. O uso de templates é livre.
avatar
David Blackwood

Mensagens : 1
Data de inscrição : 15/11/2012

Ficha de Personagem
Poderes:
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Christopher J. Rogers em Sex Nov 16, 2012 1:59 pm

David Blackwood escreveu:Ficha de Postagem:

Nome de seu personagem(ens):Alexander Luigi Banner
Vaga a que está concorrendo (Cannon):Hulk
Narração:

Estava eu caminhando pelas ruas de Nova york,indo em direção ao meu laboratorio. eu era um novo cientista prodígio, as vezes saia em jornais e tudo. também era o mas novo membro inexperiente do time dos New Avenges. estava caminhando normal pela cidade pois gostava de sempre que possível tomar um ar fresco, estava com meu casaco e minhas roupas normais, até que que alguém coloca uma faca por trás de minhas costas e anuncia um assalto contra a minha pessoa. eu sinceramente não estava preocupado comigo mas sim preocupado com ele, pois as vezes tinha medo de sair fora de controle de min mesmo. então eu tiro meu casaco rapidamente dando a ele mas quando ele pega e vai correr eu coloco o meu pé para ele tropeçar de proposito e o mesmo acaba caindo de cara no chão,aproveito sua queda e começo a socar ele até deixa o iconciente,poderia notar a minha raiva em meus olhos então decido parar de bater no pobre ladrão. logo apos isso pego meu casaco e o coloco no seu devido lugar novamente e vou embora para meu laboratorio,mas antes de ir a caminho dele paro em uma loja de frutas e compro uma maça apos isso recebo um chamado urgente dos New Avengers e corro para la para ver que situação era aquela ao chegar la não era nada de mas era só falso alarme. como sempre oque me deixava irritado mas ainda era ser chamado sem ter risco algum.


Indicações:

Não fuja ao tema pedido. Use o melhor português que puder com atenção na pontuação e gramática.. Não use muitas cores diferentes. Se mantenha dentro do personagem. O uso de templates é livre.


Bem, você fugiu ao tema. Também errou muito na pontuação, gramática e etc. Sua luta não teve nada a ver com o teste. O teste pedia que você lutasse com alguém que tivesse igualdade com o Huk, você não fez isso. Também esqueceu de tentar aprender o estilo de luta do adversário e criar um contra-ataque.

Negado.
avatar
Christopher J. Rogers


Mensagens : 406
Data de inscrição : 18/07/2011
Grupo :
  • New Avengers


Ficha de Personagem
Poderes:
Level: 100
Arsenal:

http://theavengers-x.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Frank H. Brown em Sex Nov 16, 2012 5:56 pm

Cai na real, eu ainda sou o Felix ;3
avatar
Frank H. Brown


Mensagens : 50
Data de inscrição : 24/07/2012

Ficha de Personagem
Poderes:
Level: 3
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Erin J. Faling em Dom Nov 18, 2012 8:45 pm




Teste para Cannon

And then someday when we can believe that we can meet from this day and on, without change we can move on if the door closes, we'll get used to being apart the smoke of you will become the cloud that becomes the rain

Ainda não decidi o que fica aqui, é/
Nome de seus personagens: Erin J. Faling - Katherine C. Fall.
Vaga a que está concorrendo (Cannon): Isabelle Blanc Chevalier.
Narre como, de alguma forma, você encontrou Felix, e de algum modo, o encontro não fosse bom e resultasse em uma briga devastadora. Nessa luta, Felix tem novas técnicas que você nunca viu e logo, você está em desvantagem. Impeça-o de matá-la: Bom, por onde eu começo? Acho que é pelo começo, não é mesmo? De qualquer jeito, acho que é melhor eu parar de enrolar aqui e começar de uma vez. Daqui a pouco, os leitores anônimos ficaram cansados de ler eu enrolando e pararão de ler.
Lá estava eu, andando pelas ruas de New York, à meia-noite. Havia acabado de comprar sorvete e não prestava muita atenção ao o que acontecia à minha volta. Como eu me arrependi disso.
Em poucos segundos, esbarrei com um homem, derramando todo o sorvete nele. Já começava a me desculpar, quando olhei para cima. E prendi a respiração. Não era possível. Meu rosto fechou-se e trinquei o maxilar. Como ele ousava aparecer ali, depois de ter me abandonado? Era ele, Felix. O meu ex-mentor e amigo. Ele sorriu.
- Bom, o que temos aqui? Vejo que cresceu desde a última vez, Isabelle.
Afastei-me, empurrando-o com força. Estreitei meus olhos e rosnei.
- Como ousa? Após me deixar, após ter desaparecido, espera que eu aceite tudo numa boa? Você aparece assim, de repente, sem mais ou menos e fala comigo como se tivéssemos conversado à uma semana atrás.
O sorriso permanece em seu rosto, como se achasse graça de minha atitude. Por alguma razão, isso me fez ficar com mais raiva ainda. Eu não entendia. Como ele permanecia tão... calmo? Mesmo eu, que sempre tentava dar um sorriso estava ficando irritada.
- O que aconteceu para que fosse embora? Por que? Sabe quanto tempo eu te procurei, como uma idiota? Esperando que voltasse?
Ele balançou a cabeça, achando graça.
- Até mais, Isabelle. Foi bom te ver novamente - ele virou-se e começou a ir embora, deixando-me ali, paralisada. Tremi, com raiva. Quem ele achava que era?
- Espere aí!
Ele parou, sem olhar para trás. Andei furiosamente até ele e quando cheguei perto, virou-se, impassível. Ia falar algo, mas não teve chance. Eu fiz o que queria fazer, desde o momento em que descobri que juntou-se à SNAKE; dei um belo soco em sua cara, que eu aprendera a odiar. Ele cambaleou um pouco, procurando equilíbrio. Resmungou e o encarei, desafiante. Por fora, eu poderia paracer corajosa, mas sabia do que ele era capaz. Sabia que ele era poderoso, porém, eu tinha os mesmos poderes que os deles.
Ele estalou os ossos do pescoço e me mirou. Ficamos assim, em silêncio, até que ele riu.
- Bom, parece que está corajosa, mais do que antes. Ousar atacar seu velho mestre não foi uma boa ideia, sabia? Não foi uma boa ideia mesmo, principalmente se eu já estava irritado com a sua atitude, tão... irritante. Pensei que havia crescido - ele aproximou-se e seus olhos... Havia algo de errado com eles, porque, de alguma maneira, ficaram tão negros quanto à noite. À medida que aproximava-se, percebi que sua pele mudava de cor, tornando-se vermelha. Arregalei os olhos. Nunca havia visto isso. Quando começara?
Engoli em seco e ele sorriu, maligno. Minha respiração começava a ficar descompassada e meu coração batia rápido. Felix chegou mais perto ainda, fazendo-me dar alguns passos para trás.
Finalmente, ele parou, próximo o bastante para me fazer tremer. E atacou.
Tentei impedir, levantando as mãos e usando o poder que pegara “emprestado” dele, há anos atrás. Certamente, não ajudou. A força dele parecia estar… Duplicada? Triplicada? Talvez, até mais do que isso. Fui jogada para trás e por puco não caí no chão.
Olhei para frente e o monstro sorria, satisfeito. Atacou novamente e segurei um grito. Não daria essa satisfação à ele. Investiu e no último momento, pulei em suas costas, duras como pedra, caindo no chão. Rolei para amortecer minha queda e senti dor nas costas. Com certeza algum hematoma surgiria pela manhã. Isto é, se eu sobrevivesse.
Engoli em seco e preparei-me. O que eu estava preste a fazer com certeza iria doer. Felix atacou e chutei-o no peito, com toda a força que eu tinha. O resultado? Nós dois voamos para trás. A única diferença foi que ele não caiu e torceu o pé. Ele apenas desequilibrou-se por um momento e voltou ao lugar com um estrondo. Não tive a mesma sorte.
Tentei levantar, mas meu pé não aguentava meu peso. Respirei fundo, tentando manter-me calma. Ele não iria me matar, iria? Eu não tinha mais certeza. Aquele monstro não era Felix. Felix era melhor do que isso. Felix possuia sentimentos.
A coisa aproximou-se e fiquei ali, no chã, indefesa. Não poderia fazer nada para me defender. Ele parou ao meu lado, com uma espécie de sorriso e levantou o braço, pronto para dar o golpe fatal, mirando minha cabeça. O golpe que acabaria com a minha vida.
– Espere! Não faça isso! Felix, sei que ainda está aí dentro! Não me mate. Sabe que vai arrepender-se depois.
Tentei fazer com que minha voz saísse calma, mas não funcionou. Era apenas um chute. Não poderia saber se Felix ainda me considerava uma amiga, sendo que haviam passado-se anos desde o nosso último encontro.
O monstro balançou a cabeça, como estivesse em uma batalha mental. Levantou o braço novamente, olhando-me nos olhos. Estremeci e preparei-me. Eu iria morrer. Fechei os olhos e esperei.
Porém, o golpe nunca veio. Confusa, abri os mesmo, devagar. Mas não havia nada ali.
O que havia acontecido? Como, ou melhor, quando ele havia ido embora? Por que mudara de ideia? Essas eram perguntas que atormentavam-me, e ainda o fazem. Não tenho a resposta de nenhuma delas, mas planejo conseguí-la a todo custo.

Isabelle Blanc Chevalier

t a n k s b e e c k y ♥ oops,

avatar
Erin J. Faling


Mensagens : 52
Localização : Estarei onde há muitas pessoas.
Data de inscrição : 07/07/2012

Ficha de Personagem
Poderes:
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Angelinne Foster em Seg Nov 19, 2012 6:52 pm

The eyes lie


....................................................................................

Ficha de Postagem

Nome de seu personagem(ens): Ainda não possuo personagens.

Vaga a que está concorrendo (Cannon): Angelinne Bordeau Foster.

Narração: A vida era tão irônica, lembrava-se perfeitamente que tinha aversão a vida de seu pai. Viver lutando, pondo sua vida em perigo, sem saber ao certo se iria voltar para a casa, para a sua mulher e sua filha e mesmo assim estava ali, seguindo os mesmos passos dele. Revirou os olhos com ao lembrar-se disso. Não podia evitar, por mais hipócrita que tenha sido toda a mudança em sua vida, não poderia seguir um caminho diferente, não poderia fazer outra coisa se não vingar a morte de seu pai. Ele merecia isso e Angelinne deveria ao menos tentar, jamais permitira que a morte de Thor fosse em vão.

Mais uma vez tentavam destruir Nova York, um vilão qualquer, alguém com uma mente perturbada, obviamente. Afinal, quem mais iria querer o local sabendo que havia várias pessoas para protegê-la. Angelinne foi chamada para deter o homem e antes de sair pegou o martelo que outrora havia pertencido ao seu pai. Olhou-o por um longo momento, aquilo havia sido uma das marcas registradas de seu pai, o único que conseguia utilizar o martelo e agora ele a pertencia e aparentemente ela podia usá-lo também. Um sorriso irônico cruzou seus lábios. É como dizem: tal pai tal filha. Tinha as mesmas manias de Thor e quando escolhia algo, não voltava atrás. Decisão era um de seus pontos fortes.

A mulher seguiu até o centro da cidade, local que estava sofrendo o ataque. Caminhou por entre as ruas vazias e estranhamente alagadas e avistou alguns lugares danificados, obviamente o homenzinho já tinha dado uma amostra grátis do que era capaz de fazer, mas agora estava na hora da semideusa mostrar do que era capaz. Olhou em volta procurando pelo sujeito quando foi atingida por uma pequena camada de gelo, prendendo seus pais ao chão, baixou seu rosto para ver até onde ia o gelo e bufou irritada. - Droga! - Odiava quando estragavam seus sapatos. Nem teve tempo de livrar-se do gelo quando foi atingida por um par de mãos.

A força do golpe a livrou do gelo e acabou parando a alguns metros de onde estava. Olhou a fim de encontrar o seu adversário e o viu parado onde a socou, com um sorriso convencido nos lábios. Patético. Era tão ridículo pessoas que contavam com a vitória sem nem mesmo ter entrado pra valer na briga. - Veja só se não é o perigo eminente que me avisaram. - Falou com irônia e descaso, aproveitando cada tempo em que o tinha a sua frente para analisá-lo, tentar descobrir algum ponto fraco, algo que pudesse usar ao seu favor para combatê-lo.

- Veja só se não é a filha do Deus morto. - Ele retrucou com um brilho no olhar. Se Angelinne tinha um ponto fraco era seu pai, havia ficado arrasada em perdê-lo e ainda era difícil lidar com toda aquela situação. Achava repugnante e doloroso que seres como aquele a sua frente ousassem falar de seu pai. Um Deus. Um Asgardiano. Estendeu o seu braço e segundos depois seu martelo estava em sua mão; havia deixado caído quando fora atingida pelo homem; e em seguida jogou-o mas não acertou o alvo. Ele correu rapidamente mostrando um dos seus truquezinhos, a mulher impulsionou seus pés e logo estava voando atrás dele, ziguezagueando de acordo com cada volta que o homem dava. Alcançou-o e o levou para o alto, muito além dos prédios e o soltou no ar, vendo-o cair em queda livre, com rumo ao chão.

Voou mais uma vez em direção ao homem, ajudando a gravidade e o empurrando até o chão, o estrondo foi alto e Angelinne não perdeu tempo, tratou de ficar em cima dele dando-lhe murros a cotovelas, tentando vencer a defesa de seu inimigo. - Minha vez! - Ouviu-o dizer e logo uma correnteza a levava para longe, utilizou seus poderes climáticos, levando a água para longe com uma boa corrente de ar. Pegou mais ma vez o seu martelo e mirou-o para o céu, fazendo dele um para-raio para então mirá-lo em seu oponente fazêndo-o voar longe.

Viu dar voltas no ar e cair, ficando imóvel. Caminhou até onde ele jazia e ajoelhou ao seu lado, pegou um de seus braços e constou que sua pulsação estava fraca, deu mais uma olhada nele, constando que ele estava inconsciente e que provavelmente não acordaria tão cedo. - Alvo abatido e inconsciente. Hm, ok. Mais alguma coisa? Ok. - Comunicou a SHIELD onde estava exatamente e a localização do corpo, eles saberiam o que fazer dali em diante, uma vez que já possuiam as informações necessárias. Angelinne estendeu mais uma vez seu braço, atraindo o martelo para si, impulsionou-se e logo estava nos ares, voando para longe dali, sentindo o vento bater em seu rosto e bagunçar seus cabelos.


....................................................................................

Pessoas Citadas: Nobody. By Loony para GL

avatar
Angelinne Foster

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] Vagas para Cannons

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum